Buscar

Aldeia indígena sofre ataque por parte de garimpeiros armados no Pará


No dia 14 de abril, quinta-feira, a aldeia indígena Karimaa, localizada na terra indígena Xipaya, foi invadida por garimpeiros armados. Segundo a cacica Juma Xipaya em entrevista para o Amazônia Real, além das armas, os garimpeiros também levavam uma balsa de três andares, voadeiras e jet skis. A cacica também relatou que seu pai, que estava na aldeia no momento do ataque, foi agredido, mas conseguiu fugir. Ao retornar com outras lideranças para impedir a invasão, os garimpeiros já haviam saído do local. Agora eles temem que os criminosos estejam escondidos e possam promover outros ataques à noite, por exemplo.

Posteriormente, no dia 16 de abril, o Ministério Público Federal (MPF) do Pará anunciou que a balsa de garimpo que invadiu a terra indígena Xipaya, foi identificada e apreendida. Uma equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio) foi responsável pela apreensão da balsa, no Riozinho do Anfrísio. Sabe-se até o momento que cinco adultos e dois adolescentes foram detidos e os adultos chegaram a prestar depoimento à Polícia Federal. No entanto, lideranças do local denunciam a soltura dos garimpeiros detidos. Em uma matéria publicada pelo G1.com, no dia 16 de abril, foi publicado que os policiais não passaram informações sobre porte de armas e atividade ilegal de garimpo dos detidos. Após a repercussão do caso, além do MPF, do Ibama, do ICMBio, da Polícia Federal e da Funai, a OAB, representada por um membro da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB passou a acompanhar a situação, exigindo mais fiscalizações do poder público a respeito do garimpo ilegal.


#ParaTodosVerem a imagem contém uma foto de uma balsa garimpeira do lado esquerdo, do lado direito está a manchete “Aldeia indígena sofre ataque por parte de garimpeiros armados no Pará. e balsa garimpeira é apreendida” e abaixo está escrito “Indígenas denunciam a soltura dos garimpeiros detidos no local”.


2 visualizações0 comentário