Buscar

Bancada paraguaia pede indenização pela guerra ocorrida há 150 anos e que destruiu o país.


Em Junho deste ano, a bancada paraguaia do Parlamento do Mercosul, o Parlasul, abriu uma Subcomissão de verdade e justiça para averiguar e revisitar a história do continente visando culpabilizar os países vencedores do conflito, além de pedir uma reparação financeira. Até o momento a subcomissão já realizou cinco audiências públicas, nas quais pesquisadores paraguaios acusam o Brasil, a Argentina e o Uruguai de genocídio e comparam o conflito com o gênocídio do povo armênio pelo exército turco. Ademais, os pesquisadores também acusam os países da antiga tríplice aliança de manipular a História de modo a culpar as vítimas pelo conflito.

Cabe relembrar que a Guerra do Paraguai foi o maior conflito existente na América do Sul e foi reflexo da formação e da consolidação das nações da Bacia Platina, composta por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. O desfecho da guerra foi muito prejudicial ao Paraguai, que foi marcado por diversas derrotas. Assim, além do território paraguaio ter sido prejudicado, já que vários conflitos aconteceram por lá, o país teve que abrir mão de territórios para o Brasil e para a Argentina. Ademais, o número de pessoas paraguaias que morreu durante a guerra foi de, aproximadamente, 150 mil, o que foi expressivamente maior que o número de mortos dos outros países que ficaram entre milhares e dezenas de milhares de mortos.


#ParaTodosVerem a imagem contém uma foto em preto e branco ao fundo, a frente está a mesma foto com um quadro que retrata a guerra, abaixo está a manchete “Em Subcomissão de verdade e justiça do Parlasul, bancada paraguaia pede indenização pela guerra ocorrida há 150 anos que destruiu o país” e no canto inferior esquerdo está o logo do Senso Crítico.


0 visualização0 comentário