Buscar

Brasil tem alta taxa de desemprego que afeta principalmente a população negra


Segundo dados da agência Austin Rating, o Brasil tem o quarto maior índice de desemprego em comparação a 44 países, sendo um dos piores entre os países do G20. Durante a pandemia de COVID-19 o Brasil atingiu uma taxa de desemprego de 14,7%, que posteriormente baixou para 13,2%. Apesar da queda os números continuam altos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) cerca de 50% dos desempregados do país desistiram de procurar emprego.

Além disso, segundo o portal Notícia Preta, dados de um estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostraram que das pessoas negras que estavam desempregadas antes da pandemia, 60% delas não conseguiram voltar a trabalhar. Isso representa um total de 3 milhões de pessoas negras, ao passo em que a população não negra que estava desempregada e não conseguiu retornar ao mercado de trabalho representa um total de 1 milhão de pessoas. Isso mostra a maior exposição da população negra à precarização do trabalho.

Ademais, o mesmo estudo foi capaz de mostrar que as mais afetadas são as mulheres negras. Isso porque, a entrada no mercado de trabalho é dificultada, além do fato de que, quando entram, recebem um salário menor.


#ParaTodosVerem a imagem contém uma foto de uma mão segurando uma carteira de trabalho com pessoas sentadas em uma fila desfocadas ao fundo, acima está a manchete “Brasil tem alta taxa de desemprego que afeta principalmente a população negra” e no canto inferior direito está o logo do Senso Crítico.


0 visualização0 comentário