Buscar

Denúncias de abuso sexual de maninas adolescentes da DEGASE (RJ) afasta agentes


Na última sexta-feira, dia 2, aconteceu a nomeação do tenente-coronel da Polícia Militar, Marcelo Carmo, como novo diretor do do Departamento de Ações Socioeducativas (DEGASE) é um órgão do governo do Rio de Janeiro, responsável pela aplicação de medidas judiciais à adolescentes. A nomeação se deu, após a exoneração do antigo diretor, devido às denúncias de assédio sexual no Centro de Socioeducação Professor Antônio Carlos Gomes da Costa, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. A unidade é o único local em todo o estado destinado ao cumprimento de medidas socioeducativas de menores de idade do sexo feminino. Além do diretor geral da Degase, o diretor da unidade e os agentes acusados de assédio também foram exonerados e as jovens foram transferidas para outro centro adaptado para recebê-las.

Uma matéria da uol.com (02/07) aborda alguns relatos de adolescentes que foram abusadas sexualmente por agentes da DEGASE. É possível notar que os abusos foram pautados na vulnerabilidade das adolescentes, físicas, emocionais e psicológicas. Assim, uma das vítimas conta que ficou apaixonada pelo agente que abusava dela, porque o mesmo conversava com ela e chegou a presenteá-la com uma foto de seu filho. Ela relata que manteve relações sexuais com ele e que isso acontecia em um ponto cego das câmeras de segurança. Outra adolescente chegou a pintar na parede do alojamento da DEGASE o seu nome e o nome do agente que abusava dela, para demonstrar o seu sentimento de paixão pelo mesmo. Outros relatos envolvem um agente que emprestava o celular dele para quem quisesse usar em troca de “favores sexuais”. Duas adolescentes chegaram a ficar grávidas, sendo que uma teve suspeita de aborto natural. As adolescentes foram transferidas, mas ainda assim, continuam sendo acompanhadas por agentes homens.


Foto: Governo do Rio de Janeiro.


#PraCegoVer: imagem com foto de adolescentes da Degase tocando instrumentos em projeto e com uma parede grafitada no fundo com a palavra “liberdade”. Logo do Senso Crítico no canto inferior esquerdo da imagem e a seguinte legenda na parte superior: Denúncias de abuso sexual de meninas adolescentes da DEGASE (RJ) afasta agentes responsáveis e envolvidos nos casos.


0 visualização0 comentário