Buscar

Eleições no México: López Obrador mantém maioria simples na câmara dos deputados.


No dia 06/06 o México realizou suas eleições para representantes do seu poder legislativo. Os resultados trouxeram uma forte base de apoio ao atual presidente, López Obrador, consistindo em uma maioria simples (absoluta), de 297 deputados, que envolve o Movimento de Regeneração Nacional (Morena) contando com a coligação do Partido do Trabalho (PT) e do Partido Verde Ecologista do México (PVEM). A força do presidente também ficou marcada pelo fato do seu partido, Morena ter ganhado mais poder pelo território mexicano (El país, junho de 2021). Isso também demonstra a confiança das mexicanas e dos mexicanos no atual presidente para sua candidatura nas próximas eleições.

Entretanto, por mais que esse resultado tenha sido bem positivo para Obrador, a sua possibilidade de ações no congresso se reduziu. Isso porque, em relação a reformas constitucionais, por exemplo, ele já não consegue agir mais com tanta força para aprová-las, por precisar de uma maioria qualificada. A respeito disso, o atual presidente do México afirmou ser resultado das críticas que recebe da imprensa, especificamente a revista “The Economist” do Reino Unido, que o colocou como “inimigo da democracia” (El País, junho de 2021).

A corrida eleitoral no país foi marcada por altos índices de violência, sendo considerada a mais violenta da história do México. Segundo dados publicados em reportagem da BBC do dia 20, dos 169 ataques a políticos, jornanitas, ativistas, militantes, candidatos, ex-candidatos, entre outros, 143 tiveram consequências fatais. Segundo a professora Gema Kloppe-Santamaría da Universidade de Chicago, para a ONG Open Democracy, existe um equívoco nas análises centradas nas ações de organizações criminosas. Deve-se levar em conta a intersecção entre essas organizações, o Estado e as autoridades.

Foto: Cuartoscuro

#Pracegover A imagem contém uma foto de uma cabine de votação no México, no canto superior esquerdo está o logo do Senso Crítico


0 visualização0 comentário