Buscar

ELEIÇÕES NO PERU: APÓS CONTAGEM ACIRRADA, PEDRO CASTILLO VENCE KEIKO FUJIMORI


Na última semana ocorreu a apuração dos votos da eleição para o cargo de Presidente no Peru. O resultado ficou em 50,18% para Pedro Castillo contra 49,82% para Keiko Fujimori. A eleição representou uma grande polarização do país, já que Pedro Castillo representou pautas mais progressistas, por ser professor sindicalista, ao passo que Keiko Fujimori representou a extrema-direita no processo, devido às pautas conservadoras e as falas antidemocráticas da candidata. Além disso, é preciso lembrar que Keiko é filha de Alberto Fujimori, ex-ditador do Peru, que governou o país sob um regime autoritário entre o período de 1990 até 2000. Além de perseguir e matar pessoas durante a sua presidência, Fujimori esterilizou, de forma forçada, mais de 300 mil indígenas e camponeses do país.

Ressalta-se também, que, por mais que Pedro Castillo seja o candidato da esquerda, a própria esquerda peruana tem suas críticas em relação a ele, mas, ainda assim, ele demonstra abertura para o diálogo, o que não existia em relação a Keiko Fujimori, como é comentado pela Revista Fórum (08/06/2021).

Os quatro dias de apuração foram apertados. A candidata do partido de direita, “Fuerza Popular”, começou com vantagem nos votos da capital Lima, mas a partir da contagem dos votos nas áreas rurais, Pedro Castilho, representante da esquerda, do partido “Perú Libre”, começou a reduzir a vantagem de Keiko até obter maioria e ser eleito Presidente do Peru. Antes mesmo de acabar a apuração, Keiko denunciou irregularidades na contagem dos votos e acusou o partido de seu adversário de boicote. No entanto, as autoridades eleitorais peruanas não encontraram indícios de fraude e já descartaram tal possibilidade. Por outro lado, o promotor da lava-jato no Peru, José Domingo Pérez, na última quinta-feira, pediu a prisão preventiva de Keiko por se comunicar com uma das testemunhas do caso, o que é proibido no país. Pérez, em março deste ano, já havia acusado Fujimori de lavagem de dinheiro, organização criminosa e obstrução da justiça.


#Pracegover A imagem contém uma foto de Pedro Castillo comemorando a eleição, no canto superior esquerdo está o logo do Senso Crítico


0 visualização0 comentário