Buscar

Indústria da Moda e meio ambiente: marcas podem estar envolvidas com o desmatamento da Amazônia


De acordo com a revista Vogue, no dia 29/11, foi divulgada uma pesquisa da Stand.earth sobre o funcionamento da indústria da moda e diversas marcas podem estar envolvidas, de forma indireta, ao desmatamento da Floresta Amazônica, em suas cadeias de suprimento. A ligação principal consiste na produção de couro e, como demonstrou o estudo, algumas marcas como Adidas, Vans, Zara, Reebok, H&M estão associadas à indústria que adere ao desmatamento da Amazônia.

A indústria da moda é extremamente nociva para o meio ambiente. Além das acusações de trabalho análogo à escravidão envolvido na produção das roupas, a fabricação em larga escala produz um larfo contingente de lixo, que, muitas vezes é despejado de forma incorreta como o caso da montanha de roupas no deserto do Atacama. Com o advento da internet, as tendências se tornaram microtendências, com duração cada vez mais curta, o que aumenta ainda mais a quantidade de lixo produzido. Para solucionar o problema, os ambientalistas incentivam as compras em brechós como alternativa ao Fast Fashion, além de roupas produzidas com tecido reciclável.


Imagem: Reprodução/Envolverde.com


#ParaTodosVerem: imagem com ilustração de fundo de máquina de costura com uma chaminé gerando uma fumaça tóxica. Logo do Senso Crítico no canto inferior direito e a seguinte legenda na parte inferior esquerda: Indústria da moda e meio ambiente: marcas podem estar envolvidas com o desmatamento da Amazônia.


8 visualizações0 comentário