Buscar

Manifestantes antivacina invadem Câmara de Porto Alegre contra a exigência do Passaporte vacinal


Na quarta-feira, dia 20, manifestantes invadiram a Câmara Municipal de Porto Alegre durante uma plenária, que discutia a exigência do passaporte vacinal. A plenária precisou ser suspensa, devido a confusão causada por manifestantes contrários ao comprovante de vacinação. Alguns dos manifestantes estavam carregando cartazes com a suástica nazista e tentaram agredir, além de proferir ataques verbais, aos vereadores e às vereadoras. O presidente da sessão, Idenir Cecchim (MDB), confirmou que não houve prisões, mas que pretende abrir um boletim de ocorrência.

Agressões verbais de cunho racista também foram proferidas diretamente às integrantes da bancada negra. Um dos ataques foi feito por uma mulher branca à vereadora Bruna Rodrigues (PCdoB) em que dizia “Tu é minha empregada”, diretamente à parlamentar.

Além disso, em uma entrevista à equipe do G1.com (outubro de 2021), a vereadora Laura Sito (PT), que estava presente na Câmara, afirmou que outras mulheres também as ofenderam. Uma dessas mulheres, inclusive, disse à Laura: “eu sou loira, linda, e você é um lixo”. Jorgetânia Ferreira, em uma coluna do Mídia Ninja (25/10) fez uma muito pertinente e crítica sobre os ataques racistas: “O ocorrido na Câmara Municipal de Porto Alegre, nesta quarta-feira (20), evidenciou o lugar que a sociedade brasileira gostaria que estivesse a mulher negra e periférica: o da empregada, o de serviçal dos senhores e senhoras brancas da casa grande.”


#ParaTodosVerem a imagem contém uma foto do conflito entre os vereadores e os manifestantes, acima está a manchete “Manifestantes antivacina invadem Câmara de Porto Alegre contra a exigência do Passaporte vacinal” e no canto inferior direito está o logo do Senso Crítico.


13 visualizações0 comentário