Buscar

Manifestantes de direita e antivacinas causaram tumulto e ofensas racistas na Câmara de Campinas(SP)


Na noite da segunda-feira (08/11), a sessão da Câmara de Vereadores de Campinas ficou repleta de tumultos causados por manifestantes de direita que foram se posicionar contra o “passaporte da vacina”. Com cartazes na mão, bandeiras do Brasil e de Israel, diversas foram as interrupções da sessão, por parte do presidente da Câmara Zé Carlos (PSB), pois teve que solicitar o respeito ao uso de máscaras naquele ambiente fechado.

Em meio à sessão tumultuada, enquanto discursava pelo projeto que trata do Conselho de Desenvolvimento e Participação da Comunidade Negra e um Fundo Municipal de Valorização da Comunidade Negra, a vereadora Paolla Miguel (PT) sofreu um ataque racista. Paolla foi chamada de “Preta Lixo” por alguém que estava na área do público, porém o agressor ainda não foi identificado. Segundo Paolla para reportagem do G1 do dia 8, no momento que o agressor entoou o grito, ela não conseguiu escutar de forma tão nítida, mas os outros vereadores presentes a procuraram, após a sessão, para relatar o caso. O vereador Zé Carlos (PSB), presidente do legislativo, solicitou as imagens da sessão, gravadas pela TV Câmara para ajudar a identificar o autor da ofensa. Apesar da dificuldade de identificar o agressor, devido ao uso da máscara, Paolla pretende registrar um boletim de ocorrência.


Foto: Câmara de Campinas


#ParaTodosVerem: imagem com foto de manifestantes com cartazes, bandeira do Brasil e de Israel na Câmara de Campinas (SP). Logo do Senso Crítico no canto superior direito e a seguinte legenda na parte inferior da imagem: “Manifestantes de direita e antivacinas causaram tumulto e ofensas racistas na Câmara de Campinas (SP)”.


2 visualizações0 comentário