Buscar

Ministro da Educação, Milton Ribeiro, é criticado após proferir fala capacitista


Hoje começam as Paralimpíadas, ou seja, o maior evento esportivo a nível mundial para pessoas com deficiência física ou sensorial. O evento é importante, porque destaca a relevância de tratarmos o tema da inclusão de pessoas com deficiência (PCD’s). A inclusão é o conjunto de medidas que visa combater a exclusão de PCD’s do convívio em sociedade. Isso tem sido contrariado pelo atual governo, tal como ocorrido no dia 19/08, quando o atual Ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou, durante uma visita ao Recife, que existem crianças que possuem “um grau de deficiência que é impossível a convivência” (G1.com), o que é uma fala totalmente contrária à inclusão de crianças com deficiência no ambiente escolar. Ele pontuou isso após ser questionado sobre outra fala que fez alguns dias antes, afirmando que na escola os estudantes com deficiência atrapalhavam o processo de aprendizado de outras crianças.

O ministro já possui um histórico de falas polêmicas, como, por exemplo, recentemente quando defendeu que a universidade deveria ser para poucos. A fala sobre as pessoas com deficiência, no entanto, foi um comentário capacitista que levou o ministro a receber diversas críticas nas redes sociais. O capacitismo é o preconceito, opressão ou abuso direcionados à pessoas com algum tipo de deficiência. O capacitismo pode se expressar tanto por ações, como exclusão, quanto por comentários, como o caso do ministro Milton Ribeiro.


#Pracegover a imagem contém uma foto de Milton Ribeiro falando ao microfone, acima está a manchete “Ministro da Educação, Milton Ribeiro, é criticado após proferir fala capacitista”. No canto inferior direito está o logo do Senso Crítico


1 visualização0 comentário