Buscar

No dia 21/09, aconteceu a Assembleia Geral da ONU e Bolsonaro mentiu sobre a situação do país


Na terça-feira (21/09), aconteceu a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e nela o presidente Jair Bolsonaro, representando o Brasil, fez um discurso repleto de mentiras sobre a situação do país.

A princípio, afirmou que o Brasil está há dois anos e oito meses sem corrupção, tempo que se refere ao período em que ele está na presidência. A fala não condiz com a realidade, sobretudo no atual momento, em que vários depoimentos e apurações da “CPI da COVID” (Comissão Parlamentar de Inquérito) investigam a relação do presidente e de sua gestão em fraudes no contrato de compra de vacinas. Além disso, existem outros casos, amplamente divulgados pela mídia, em que o presidente e sua família estão sendo investigados por fraudes e "rachadinhas".

Outra mentira falada pelo presidente foi sobre o meio ambiente. De acordo com suas palavras, a agricultura do país é moderna e sustentável. Porém, isso não condiz com a realidade, já que, o agronegócio do país é voltado para a produção de commodities para exportação. Além disso, durante o seu governo foram aprovados, de forma indiscriminada, o uso de agrotóxicos na produção de alimentos.

Destacamos também as falas sobre a pandemia. Bolsonaro afirmou sempre ter defendido o combate ao vírus e o desemprego. Entretanto, uma breve retrospectiva, a partir do início da pandemia até hoje, mostra que o presidente nunca incentivou a população a se cuidar, usar máscara, evitar sair de casa e participar de aglomerações e, sobretudo, a se vacinar. Por fim, ressaltamos que, ao contrário do que o presidente afirmou, o dia 07 de setembro não foi a maior manifestação da história do país, pois não existem dados que comprovem esse fato, pois a maior concentração de pessoas deu-se na Avenida Paulista e reuniu 125 mil pessoas (Brasil de Fato, setembro de 2021).


#PraTodosVerem: imagem com foto de Jair Bolsonaro discursando na tribuna da Assembleia Geral da ONU. Logo do Senso Crítico no canto superior direito. Legenda na parte inferior esquerda da imagem: “No dia 21/09 aconteceu a Assembleia Geral da ONU e o discurso de Bolsonaro foi repleto de informações distantes da realidade do país”.


Desde 1947, é tradição o Brasil abrir a assembleia. Esse ano, o presidente Bolsonaro apresentou dados distorcidos sobre ambiente, economia, além de defender o tratamento ineficaz contra a COVID-19. E como foram os discursos passados?

O Senso Crítico produziu um vídeo para mostrar a participação do Brasil na Assembleia Geral no passado e no presente. Confira!






13 visualizações0 comentário