Buscar

#TBT Crítico: Um ano dos assassinatos de João Pedro, de Iago César e de Rodrigo Cerqueira.


No mês de Maio, faz um ano das mortes de João Pedro Mattos Pinto, de Iago César dos Reis Gonzaga e de Rodrigo Cerqueira; todos jovens negros que foram mortos pela polícia, no Rio de Janeiro, durante operações militares.

João Pedro tinha apenas 14 anos quando morreu durante uma operação das polícias Civil e Federal no Complexo do Salgueiro, no dia 18/05/2020. Até hoje o caso está parado no Ministério Público. Em outubro de 2020 houve a conclusão do processo de reconstituição do crime, porém nenhuma divulgação dos laudos da polícia, conforme mostra uma reportagem do G1.com (maio/2021).

Já Iago tinha 21 anos e foi torturado e baleado pela polícia em uma operação policial na Favela de Acari, também no dia 18/05/2020. Seu corpo havia desaparecido e seus familiares apenas o encontraram, no dia seguinte, depois de percorrerem os Institutos Médicos Legais (IMLs) da região.

Três dias após a morte de João Pedro e Iago, no dia 21/05/2020, outro jovem negro, Rodrigo Cerqueira da Conceição, de 19 anos, foi morto ao ser atingido por um tiro durante uma operação da PM-RJ em uma ocupação em um dos acessos do Morro da Providência no Rio de Janeiro. Segundo Itamar Silva, ativista do Movimento negro, em texto publicado no relatório “Elemento Suspeito”, do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESEC), as políticas de enfrentamento e do cambate às drogas da polícia do Rio de Janeiro contribuem para alimentar o imaginário de que a origem do problema está nas favelas e, por isso, elas podem ser eliminadas. Isso resulta em uma normalização dessas mortes sem grande comoção. Assim, as operações recorrentes da polícia, que resultam em mortes, são parte de um projeto de poder que afeta, principalmente, os jovens negros, tidos como elementos suspeitos em uma sociedade racista como a brasileira.


#PraCegoVer: Imagem com uma montagem de fotos de João Pedro, Iago César e Rodrigo, uma ao lado da outra, em preto e branco, e com a legenda escrita na cor branca com fundo vermelho: “Um ano dos assassinatos de João Pedro, de Iago César e de Rodrigo Cerqueira em operações da polícia no RJ”. #TBTCrítico no canto superior esquerdo da imagem e logo do Senso Crítico na parte inferior direita.


0 visualização0 comentário