Buscar

Vladimir Herzog: há 46 anos, importante jornalista e crítico do regime foi assassinado pela Ditadura


Vladimir Herzog, nascido Vlado Herzog, foi um importante jornalista brasileiro que se tornou símbolo da luta pela Democracia contra a ditadura militar. Herzog nasceu em Osijek na então Iugoslávia, atual Croácia, em 1937. De família judaica, a família de Vlado mudou-se para a Itália, devido a ocupação Nazista. Posteriormente, em 1946, a família seguiu para o Brasil, onde Vladimir cresceu e começou sua carreira de jornalista. Em 1975, enquanto era diretor da TV Cultura, Herzog se tornou alvo da Ditadura Militar por suposto envolvimento com o Partido Comunista Brasileiro e por exercer seu jornalismo crítico. Após se apresentar voluntariamente para prestar depoimento no DOI-CODI, foi torturado e morto pelos agentes da ditadura que tentaram forjar um suicídio.

Assim como Vladimir Herzog, 434 foram mortas ou desapareceram durante o período da ditadura militar, por motivos políticos, como consolidou os dados da Comissão Nacional da Verdade. Além disso, centenas de pessoas foram presas devido à repressão do regime. Por muitos anos esses dados não foram divulgados, devido à censura e às falhas que houveram no processo de justiça de transição, porém, com a o estabelecimento da Comissão Nacional da Verdade, em 2012, durante o governo de Dilma Rousseff, foi possível a apuração desses números.

É preciso destacar a importância de falar sobre a ditadura militar, relembrar e denunciar o que aconteceu, para impedir a repetição dos danos e das violações de direitos humanos ocorridas no passado. Por isso, a Comissão Nacional da Verdade e as denúncias sobre a ditadura são tão importantes para a história do nosso país e para a defesa dos direitos humanos.


#ParaTodosVerem a imagem contém uma foto de Herzog, abaixo está a tag #TBTCrítico com a manchete “em memória de Vladimir Herzog: há 46 anos, importante jornalista e crítico do regime foi assassinado pela Ditadura” e no canto superior direito está o logo do Senso Crítico.


5 visualizações0 comentário