Buscar

Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha e Dia Nacional de Tereza de Benguela


O dia 25 de julho é marcado pelo Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, data criada em 1992, no 1º Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas, que ocorreu na República Dominicana, e, reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU). O Encontro foi criado para discutir e construir propostas a respeito da opressão na vida das mulheres negras na América Latina, bem como dar visibilidade à luta das mesmas contra o machismo e o racismo.

Além disso, no Brasil, a data também é marcada pela celebração ao Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, por causa da Lei nº12.987/2014, que estabeleceu o significado da data, com o intuito de dar visibilidade à mulher negra na história do país. Tereza de Benguela liderou o Quilombo do Piolho, também conhecido como Quilombo do Quariterê, composto por mais de 100 pessoas, incluindo negros e indígenas. Tereza era conhecida como uma importante liderança, sendo chamada de Rainha por muitos, por ter liderado a administração, a política, a economia, as estratégias de defesa, as ações da comunidade e as questões que envolviam o plantio e a colheita.

No Brasil, as mulheres negras lidam diariamente com a interseccionalidade das opressões do machismo e do racismo. Assim, frente às desigualdades características do país, elas são maioria em trabalhos precários, nos serviços domésticos e foram o grupo mais afetado pelo desemprego, segundo dados do IPEA. Na América Latina a situação não é diferente. Por isso, a pesquisadora Catalina González Zambrano, da Universidade de São Paulo, em entrevista para o Memorial da Resistência, destaca a importância do recorte territorial latinoamericano e caribenho na luta da população negra local, visando também dar visibilidade para lutas de povos tradicionais como os Quilombolas, no Brasil, e os Garifunas, na América Central.


#ParaTodosVerem: Imagem com fundo cinza e foto de Tereza de Benguela em preto e branco no centro. Abaixo, em branco e com fundo vermelho a legenda: Dia 25/07: Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha e Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Logo do Senso Crítico no canto superior direito.


1 visualização0 comentário