Buscar

EMANUELLY CAROLINA, DEFENSORA DOS DIREITOS HUMANOS, FOI ASSASSINADA A TIROS NO DIA 29/04


Na última Quinta-Feira, 29, a ativista de Direitos Humanos, Emanuelly Carolina Barbosa Fragoso, foi assassinada a tiros por dois homens após sair de um restaurante no bairro da Encruzilhada, na zona norte de Recife. Ainda não se sabe a motivação real do crime e, por isso, as investigações estão em andamento. Segundo o perito do Grupo Especializado de Perícias em Homicídios (GEPH), do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), após os disparos os homens fugiram em um carro branco e se envolveram em um acidente. Dentro do carro foram encontrados alguns objetos, como uma arma de fogo, um celular e uma bolsa com os documentos de Emanuelly.

Emanuelly foi uma importante defensora dos Direitos Humanos das pessoas encarceradas, além de prestar apoio familiar para suas famílias, sobretudo por meio do grupo “Canta Liberdade”, o qual ela foi a fundadora e era a atual presidente. O grupo é um importante canal de denúncias dos maus-tratos sofridos pelas pessoas presas e de luta por melhores condições de vida para indivíduos privados de sua liberdade. O “Canta Liberdade” também atua como uma fonte de informações para essas famílias que são apoiadas pela iniciativa.

As denúncias sobre as más condições às quais os presos são submetidos são feitas pelas redes sociais e abrangem casos de agressão e falta de informações sobre a real situação dessas pessoas no presídio.

Diante do ocorrido, enfatizamos a importância de darmos visibilidade a esse caso, assim como a diversos outros que ocorrem no Brasil e que são expressões de violência contra defensores de Direitos Humanos. Nos solidarizamos com amigos e familiares de Emanuelly nesse momento tão difícil.


#PraCegoVer: Imagem com uma foto de Emanuelly Cristina, em preto e branco, com o logo do Senso Crítico no canto superior esquerdo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo