Buscar

Dia do Orgulho LGBTQIA+


O dia 28 de junho é marcado como o dia do orgulho LGBTQIA+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Queer, Intersexo, Assexual). A escolha da data se deu por uma revolta, em um bar de Nova York em 1969, após a tentativa de prisão de 13 pessoas por agentes da polícia, evento que ficou conhecido como rebelião de Stonewall Inn. A violência policial contra a comunidade LGBTQIA+ era comum, visto que, até pouco tempo antes do ocorrido, havia uma lei no país que proibia homossexuais de se reunirem em local público. Com a abordagem dos agentes, as pessoas no local se rebelaram, o que chegou a causar um incêndio. No mesmo local, foi realizada uma marcha de protesto que deu origem à parada LGBT, que acontece todo ano em diversos países. Com o histórico de luta, a comunidade LGBTQAI+ já tiveram muitas vitórias, como a legalização do casamento homoafetivo, o uso do nome social por pessoas trans e o desuso do termo “Homossexualismo”, porém, as pessoas ainda enfrentam diversos problemas que precisam ser sanados.

No mês de junho, marcado pelo Orgulho LGBTQIA+, diversas foram as ações realizadas por movimentos sociais, organizações não governamentais, empresas e mais variadas mídias, que visaram ressaltar a importância da data que marca a luta pela conquista e efetivação de direitos. Entretanto, por se tratar de um problema estrutural em nossa sociedade, isso não impede, por lógica, que as dificuldades que a comunidade enfrenta deixe de existir. Nesse sentido, reunimos alguns acontecimentos que esboçam isso. Na sexta-feira 25/06, segundo o G1.com, uma mulher trans, em situação de rua, foi queimada viva por um adolescente em Recife (PE). O crime esboça o preconceito em um grau de extrema barbaridade. De forma verbal, o preconceito se reproduziu inclusive em grandes programas da mídia brasileira, como o da Patrícia Abravanel, em que a apresentadora relativizou a homofobia, defendendo que as pessoas têm que ser compreensivas com pessoas que “não entendem direito” (Extra, 01/06). Ademais, o apresentador do Alerta Nacional, Sikêra Jr. disse que homossexuais querem acabar com as crianças e que eram uma “raça desgraçada” (noticiasdatv.uol, 26/06).


#Pracegover a imagem contém uma foto de mulheres trans manchando em Stonewall Inn, no canto superior esquerdo está o logo do Senso Crítico, no canto superior direito está a bandeira LGBTQI+ e ao centro está escrito “28/06 Dia do Orgulho LBTQIA+.


2 visualizações0 comentário